PANORAMA

Instituição recebeu durante os sete dias de evento mais de oito mil pessoas para aproveitar cerca de 200 atividades nos quatro campi

Evento congregou acadêmicos, cientistas, estudantes de escolas do DF e público interessado em ciência nos quatro campi da UnB. Foto: Raquel Aviani/Secom UnB

 

A passagem do maior evento científico da América Latina pela Universidade de Brasília deixou um saldo positivo. Entre os dias 24 e 30 de julho, mais de oito mil pessoas circularam pelos campi da UnB – Darcy Ribeiro, Ceilândia, Planaltina e Gama – para prestigiar as atividades da 74ª Reunião Anual da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência(SBPC). 

 

Com o tema Ciência, independência e soberania nacional, o encontro, promovido de forma híbrida (com atividades remotas e presenciais), celebrou a ciência, o protagonismo das instituições envolvidas na produção do conhecimento e promoveu programação alusiva ao bicentenário da Independência, ao centenário da Semana de Arte Moderna, além de celebrar os 60 anos da UnB.

 

Na avaliação da reitora Márcia Abrahão, a realização do evento na UnB, sobretudo após a recente retomada presencial das atividades acadêmicas, foi um sucesso. “Após dois anos de restrição da circulação na Universidade devido à pandemia, poder receber pessoas de todas as idades, lugares e interesses para discutir pesquisa, inovação e ciência encheu a nossa Universidade de vida e afeto. Nada substitui olhar nos olhos e trocar experiências. Gostaria de destacar a vinda de famílias com suas crianças na Trilha da Ciência e nos estandes de diferentes instituições, promovidos pela SBPC JovemeExpoT&C, que foi lindo de se ver”, salienta.

 

Para a gestora, receber a SBPC 22 anos após a realização de uma edição em seus campi e no ano em que é celebrado o sexagenário da UnB foi oportunidade de demonstrar o compromisso da instituição em promover o conhecimento científico. “Foi muito simbólico sediar a mais importante reunião científica brasileira no mesmo ano em que a UnB comemora seus 60 anos, em que temos o bicentenário da Independência e em que passamos por um momento tão complicado em termos de desvalorização do ensino público superior e da ciência, que culmina com os sistemáticos cortes orçamentários. Pudemos, mais uma vez, mostrar que a ciência resiste, que entrega as respostas aos problemas que assolam a nossa sociedade e que atacar a educação é andar na contramão do progresso.”

Crianças também foram o público-alvo de atividades promovidas nas tendas científicas da ExpoT&C e da SBPC Jovem. Foto: Raquel Aviani/Secom UnB

 

BALANÇO – Mais de 200 atividades despertaram o interesse de 12 mil inscritos, entre pesquisadores, estudantes de graduação e pós-graduação, docentes e interessados em ciência. A programação incluiu 26 conferências, 53 mesas-redondas, um encontro, oito sessões especiais, uma assembleia, uma roda de conversa, um painel, cinco exposições e quatro lançamentos de livros. Além de atividades científicas, 16 atrações artísticas e culturais compuseram a programação da SBPC Cultural. Entre elas, a exposição promovida pela revista DarcyMemória UnB: 60 anos de protagonismo, que resgata a história de pioneirismo, lutas e conquistas da UnB em seis décadas.

 

A SBPC também alcançou mais de 35 mil pessoas remotamente. No ambiente virtual, aconteceram 109 atividades, sendo 15 conferências, 26 mesas-redondas, 52 painéis, uma reunião, 14 minicursos, além das sessões de pôsteres. A UnBTV transmitiu parte da programação da 74ª Reunião Anual por seu canal no YouTube: foram 46 eventos on-line, que registraram 35.600 visualizações. Seis dos dez vídeos mais vistos da semana no canal foram transmissões da SBPC, sendo a transmissão da abertura da 74ª Reunião Anual da SBPC o mais assistido do mês, com 3.910 visualizações e 402 curtidas. As transmissões também foram realizadas pelo YouTube da SBPC.

 

Presencialmente, ao circular pelo campus Darcy Ribeiro, um dos locais onde a programação esteve concentrada, os participantes puderam respirar ciência por toda parte. O Centro Comunitário Athos Bulcão reuniu atrações para todas as idades com a ExpoT&C e a SBPC Jovem. Para a última, foram montados 21 estandes, entre tendas e tradicionais, de diferentes partes do Brasil.

NoZyka Bus, os visitantes puderam saber mais sobre o ciclo de vida do mosquito transmissor da dengue, chikungunya e zyka. Foto: Raquel Aviani/Secom UnB

 

Além disso, o estacionamento do pavilhão João Calmon recebeu três expositores móveis: o museu Ponto UFMG, a tenda do projeto Rebimar e o Zyka Bus. As exposições recepcionaram alunos de escolas públicas e privadas do Distrito Federal, além do Instituto Federal de Brasília. Foram cerca de 2.300 inscrições de estudantes dos ensinos fundamental, médio e técnico, além de professores. A SBPC recebeu ainda a visita de famílias com crianças e de outros olhares curiosos do público do DF para conhecer mais sobre a ciência de forma prática.

 

Ao sediar a programação, a UnB pôde demonstrar seu protagonismo e o de outras instituições na divulgação e disseminação da ciência para a sociedade, um trabalho que desempenha há 60 anos. Ainda, contribuiu para trazer à tona temas sensíveis, como mudanças climáticas, progresso econômico com a preservação do meio ambiente, formação de pessoas para o trabalho com as novas demandas de tecnologia e informação, além das consequências da pandemia de covid-19.

 

“Esta reunião destacou a necessidade do país ter políticas de Estado para ciência e tecnologia e consolidou a relevância das atividades desenvolvidas nas universidades públicas para o desenvolvimento do país. A ciência será determinante no século 21, cada vez mais, para ajudar a propor soluções para problemas que afetam o Brasil e o planeta”, defende Maria Emília Walter, decana de Pesquisa e Inovação (DPI).

A pesquisadora Margareth Dalcolmo foi um dos destaques da programação e estampou os noticiários da imprensa local com sua presença na UnB durante a SBPC. Foto: André Gomes/Secom UnB

 

COMUNICAÇÃO– A repercussão positiva da 74ª Reunião Anual da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência também foi percebida nos desdobramentos das ações de comunicação, que deram destaque às programações temáticas e aproximaram a comunidade acadêmica e público em geral da ciência pulsante na Universidade ao longo da semana.

 

As atividades da SBPC foram notabilizadas em 175 matérias publicadas em veículos de imprensa nacionais a partir do trabalho de assessoria ativa promovido pela Secretaria de Comunicação (Secom), pela área de Comunicação da SBPC e pela Assessoria de Comunicação do Gabinete da Reitoria (Ascom).

 

Nas redes sociais da UnB, conteúdos produzidos para levar o melhor da SBPC aos visitantes deram grande projeção à edição do evento: foram 103 postagens no Facebook, Twitter e feed do Instagram. As publicações, repletas de curiosidades, tiveram alcance total de mais de 1,6 milhão nos stories do Instagram, 344.157 no feed desta rede, 74.281 no Facebook, e total de impressões de 135.994 no Twitter. São dados que demonstram o impacto dos conteúdos publicados pela UnB sobre a Reunião Anual.

 

Na página UnBNotícias, 46 matérias evidenciaram o evento; já no Portal da UnB, nove artigos de autores diversos comentaram a importância da SBPC e sua passagem pela UnB. A Secom também promoveu quatro atividades relacionadas à revista Darcy.

 

 Arte: João Paulo Parker/Secom UnB

 

Leia também:

>> Universidade cria Comissão Permanente de Infraestrutura

>> UnB instala postes com botão para comunicação direta com Central de Segurança

>> Grande nome da biologia, Cleber José Rodrigues Alho torna-se professor emérito da UnB

>> Unidades administrativas, institutos e faculdades receberão cadeiras de rodas

>> Simpósio aponta futuro promissor para estudos de cirurgia robótica na UnB

>> Inscrições abertas para a Semana Universitária de 2022; confira programação

>> Gratuitos e abertos para todos: saiba como participar de cursos e eventos de extensão da UnB

>> Protocolos auxiliam na notificação de casos de covid-19

>> Guias ajudam a garantir a segurança da comunidade no retorno presencial

>> UnB cria fundo para doações de combate à covid-19

ATENÇÃO – As informações, as fotos e os textos podem ser usados e reproduzidos, integral ou parcialmente, desde que a fonte seja devidamente citada e que não haja alteração de sentido em seus conteúdos. Crédito para textos: nome do repórter/Secom UnB ou Secom UnB. Crédito para fotos: nome do fotógrafo/Secom UnB.